Home
  Estação ecológica
  Como denunciar
  Cadeia Alimentar
  Efeito estufa
  A floresta renasce
  Projeto Mata Atlântica
  Onde ficar
  Onde Comer
  Artigos ecológicos
  Lendas de Peruíbe
  Legislação ambiental
  Tourism ecologic
  Atlantic Forest
  Extranet
  Ecological station
  Crimes ambientais
  Conheça Peruíbe
  Trilhas / Caminhadas
  Sambaquis
  Patrocinadores
  Busca avançada
  Contato
WEBJuréia

Publicar no facebook

Bromélias Orquideas

foto da espécie pingo de ouro - Bromélias OrquideasMata Atlântica - Bioma brasileiro situado principalmente nas cadeias montanhosas próximas ao mar, mas também é encontrada em trechos no interior. Sua área original estendia-se do Rio Grande do Sul ao Rio Grande do Norte. Este ecossistema vem perdendo áreas para a ocupação humana desde 1500.
As maiores áreas preservadas estão na Serra do Mar e na Serra da Mantiqueira (SP, RJ, MG, ES), principalmente devido a seu relevo acidentado de difícil ocupação humana. Na região da Costa Verde Fluminense, ainda encontramos grandes remanescentes deste ecossistema, que precisa ser preservado a qualquer custo.
A Mata Atlântica é enquadrada entre as "florestas tropicais" junto a outras formações do mesmo gênero. Mais de 50% de suas árvores são endêmicas. É uma das florestas tropicais mais ameaçadas do mundo.
Na época do descobrimento do Brasil ela tinha uma área equivalente a um terço da Amazônia. Cobria 1 milhão de km2, ou 12% do território nacional. Hoje, está reduzida a apenas 7% de sua área original. Apesar da devastação sofrida, a riqueza das espécies animais e vegetais que ainda se abrigam na Mata Atlântica é espantosa.
Em alguns trechos remanescentes de floresta os níveis de biodiversidade são considerados os maiores do planeta. Em contraste com essa exuberância, as estatísticas indicam que mais de 70% da população brasileira vivem na região da Mata Atlântica.
Além de abrigar a maioria das cidades e regiões metropolitanas do país, a área original da floresta sedia também os grandes pólos industriais, petroleiros e portuários do Brasil, respondendo por nada menos de 80% do PIB nacional.
Bromélias são plantas epífitas, vivem sobre galhos e troncos de árvores. As bromélias florescem somente uma vez durante seu tempo de vida. Após a floração, a planta, em geral, desenvolve uma brotação lateral que substituirá a planta que irá morrer. Atingem a maturidade e florescem em diferentes idades, de meses a dezenas de anos, dependendo da espécie e condições do ambiente, respeitando. sempre uma determinada época do ano. Muitas vezes uma planta não floresce devido à falta de luminosidade ou outro fator ambiental, como por exemplo a temperatura. Por outro lado, uma brusca mudança do ambiente pode provocar a floração numa planta adulta.
A planta sente-se ameaçada e o instinto de preservação da espécie desencadeia a floração com o fim de gerar sementes e brotos laterais, e tudo isso para assegurar a sua preservação.
Orquídeas- designação comum às plantas e flores da família das orquidáceas, impropriamente considerada parasita.
O Brasil é conhecido no cenário internacional como um dos países com flora e fauna mais exuberantes e diversificadas.
No país, existem cerca de 3.500 espécies de plantas da família Orquidáceas - o que corresponde a 10% do número de espécies de orquídeas do mundo -, além de uma quantidade incerta de espécies que ainda não foram catalogadas.
(Orquidáceas: plantas monocotiledôneas, da ordem das microspermas, estimada pela beleza exótica das flores).




 
MATERIAS RELACIONADAS
  • INSTITUTO DE BOTÂNICA FARÁ EXPOSIÇÕES DE BONSAIS, ORQUÍDEAS E BROMÉLIAS

    fonte: